Skip to Content

Search

CrossFit, Inc. Wins Trademark Victory for Brazilian Affiliates

1
ByCrossFitJune 8, 2019

Over the years, CrossFit, Inc. has earned a reputation for tirelessly protecting the CrossFit trademark on behalf of its worldwide community of trainers and affiliates. This is one reason why the International Trademark Association recently deemed the CrossFit mark “famous,” a distinction afforded very few global brands. The value of this distinction extends to anyone and everyone in our community who trains or operates a gym under the CrossFit trademark.

Nearly every country in the world today recognizes the elevated status of the CrossFit trademark, and their courts consistently rule to protect the mark from CrossFit infringers, thieves, and fraudulent operators. Recent court rulings in Brazil illustrate the challenges and, ultimately, the successes that result from CrossFit’s fierce protection of the CrossFit trademark.

Brazil is home to the second-highest concentration of CrossFit affiliates anywhere in the world: 1,177. Despite CrossFit’s popularity in the country, it took CrossFit, Inc. years of legal efforts to secure its trademarks rights in Brazil. In 2019, the Brazilian trademark office finally registered the CrossFit mark, with the president of the trademark office noting to Greg Glassman that CrossFit is one of the most widely recognized brands in all of Brazil. Official registration of the CrossFit trademark has allowed CrossFit to dramatically step up its legal fight against trademark infringers in Brazil.

Prior to registration of the mark in 2019, CrossFit, Inc.’s cease-and-desist letters and trademark oppositions were generally successful. In 65 percent of the cases, the infringers complied with our demands to stop using the CrossFit trademark. Since 2012, CrossFit, Inc.’s legal team has sent over 850 cease-and-desist letters to individuals and companies in Brazil who misused the CrossFit trademark. These letters were primarily sent to gyms and other fitness facilities that were offering CrossFit training but were not licensed affiliates. We also filed formal oppositions against those who sought to apply for a trademark in Brazil that incorporated the “CrossFit” name or a confusingly similar variation of it.

Now that the CrossFit trademark is officially registered, CrossFit, Inc. expects 100 percent compliance with its cease-and-desist demands. In the cases in Brazil where we do not obtain compliance, CrossFit, Inc. continues to aggressively file trademark lawsuits and is already meeting with success.

On May 10 and 13, 2019, CrossFit, Inc. filed two court actions against local Brazilian gyms that have been using the CrossFit trademark without any authorization or affiliation. CrossFit, Inc. immediately requested that the Brazilian courts issue an injunction — an official order of the court prohibiting an individual or business entity from specific action prior to a final ruling in the lawsuit — in both cases. Both courts granted CrossFit, Inc.’s requests and awarded us preliminary injunctions against the infringers.

The infringing gyms must now immediately cease the use of the CrossFit trademark on websites and social media, and in hashtags, advertising, stores, façades, and clothing-related articles, among other contexts. This is a positive and important development in Brazil. It is an indication that the Brazilian courts favor the CrossFit trademark and judges consider it to be a strong and protectable brand.

These rulings are also important because they send clear messages to anyone in Brazil who misuses the CrossFit trademark: CrossFit, Inc. will sue and subject to injunction orders of the court anyone who does not comply with CrossFit cease-and-desist letters. We intend to file many more lawsuits in Brazil to fully and completely protect our trademark and our affiliate and trainer community against theft.

Brazil is just one example of CrossFit, Inc.’s successful protection of its trademark rights in jurisdictions around the globe on behalf of its community. The CrossFit community is an extraordinary voluntary association of individual trainers, affiliates, athletes, and enthusiasts who can be proud to associate with one another under the CrossFit brand. CrossFit, Inc. will tirelessly protect the rights of its community to work, train, and gather together under the CrossFit mark.

CrossFit affiliates should be aware of the actions taken to defend the CrossFit trademark on behalf of affiliates and the broader CrossFit community. Please report any suspected IP theft or other misuse of rights via this form.

CrossFit vence Vitórias de marcas comerciais para treinadores e afiliados

Com o passar dos anos, a CrossFit, Inc. conquistou a reputação de proteger obstinadamente a marca registrada CrossFit em nome da sua comunidade mundial de treinadores e afiliados. Esse é um motivo pelo qual a International Trademark Association, recentemente, avaliou a marca CrossFit como “famosa”, uma honraria oferecida a poucas marcas mundiais. O valor dessa honraria se estende a todos da nossa comunidade que treinam pessoas ou administram uma academia com a marca comercial CrossFit.

Hoje em dia, quase todos os países do mundo reconhecem o status elevado da marca comercial CrossFit, e os tribunais decidem sistematicamente proteger a marca contra infratores, ladrões e operadores fraudulentos. Decisões judiciais recentes no Brasil ilustram os desafios e, em última análise, os triunfos resultantes da proteção feroz à marca registrada CrossFit por parte da empresa.

O Brasil abriga a segunda maior concentração de afiliados CrossFit no mundo inteiro: 1.177. Apesar da popularidade da CrossFit no país, a CrossFit, Inc. se empenhou anos na justiça para proteger os seus direitos de marca registrada no Brasil. Em 2019, o Escritório de Marcas do Brasil finalmente registrou a marca CrossFit, com o presidente do Escritório de Marcas fazendo uma observação para Greg Glassman que a CrossFit é uma das marcas mais reconhecidas em todo o Brasil. O registro oficial da marca comercial CrossFit permitiu que a empresa intensificasse drasticamente sua batalha judicial contra os infratores de marcas registradas no Brasil.

Antes do registro da marca em 2019, as cartas de cessação e desistência da CrossFit, Inc. e as oposições à marca registrada, no geral, tiveram sucesso. Em 65% dos casos, os infratores cumpriram nossas exigências de cessar o uso da marca registrada CrossFit. Desde 2012, o departamento jurídico da CrossFit, Inc. enviou mais de 850 cartas de cessação e desistência para pessoas físicas e jurídicas que fizeram uso indevido da marca registrada CrossFit no Brasil. As cartas foram enviadas principalmente para academias e outros centros de condicionamento físico (fitness) que ofereciam treinamento CrossFit, mas não eram afiliados licenciados. Nós também instauramos processos formais de oposição contra aqueles que tentaram registrar uma marca que incorporasse o nome “CrossFit” ou uma variação que causasse uma confusão semelhante no Brasil.

Agora que a marca CrossFit está registrada oficialmente, a expectativa da CrossFit, Inc. é obter 100% de conformidade às demandas de cessação e desistência. Nos casos em que não obtivemos conformidade no Brasil, a CrossFit, Inc. continua entrando ferozmente com processos judiciais de marca registrada e já está próxima do sucesso.

Nos dias 10 e 13 de maio de 2019, a CrossFit, Inc. instaurou dois processos contra academias brasileiras que estavam usando a marca registrada CrossFit sem qualquer tipo de autorização ou afiliação. A CrossFit, Inc. imediatamente requisitou à justiça brasileira a concessão de uma liminar – uma ordem judicial proibindo uma pessoa física ou jurídica de um ato específico antes da decisão final do processo – em ambos os casos. Os dois tribunais acataram a requisição da CrossFit, Inc. e nos concederam as medidas liminares contra os infratores.

Agora, as academias infratoras devem cessar o uso da marca registrada CrossFit imediatamente em sites, redes sociais, hashtags, publicidade, lojas, fachadas e artigos de vestuário, entre outros contextos. É um avanço positivo e importante no Brasil. É uma indicação de que a justiça brasileira favorece a marca comercial CrossFit, Inc., e os juízes a consideram uma marca forte e que deve ser protegida.

Essas decisões também são importantes porque enviam mensagens claras para qualquer pessoa no Brasil que faça uso indevido da marca registrada CrossFit: A CrossFit, Inc. processará e sujeitará a liminares judiciais as partes que não cumprirem as cartas de cessação e desistência da CrossFit, Inc. Pretendemos entrar com mais processos judiciais no Brasil para proteger integralmente a nossa marca comercial e a nossa comunidade de afiliados e treinadores contra o roubo.

O Brasil é apenas um exemplo de proteção bem-sucedida dos direitos de marca registrada por parte da CrossFit, Inc., em nome da sua comunidade, em jurisdições do mundo tudo. A comunidade CrossFit é uma associação voluntária extraordinária de treinadores, afiliados, atletas e entusiastas que podem se orgulhar de se associarem entre si sob a marca CrossFit. A CrossFit, Inc. protegerá incansavelmente os direitos da sua comunidade de trabalhar, treinar e se reunir sob a marca CrossFit.

Os afiliados da CrossFit precisam estar cientes das medidas tomadas para defender a marca registrada CrossFit® em nome dos afiliados e da ampla comunidade CrossFit. Denuncie qualquer suspeita de roubo de IP ou outro uso indevido dos direitos por meio deste formulário.

Comments on CrossFit, Inc. Wins Trademark Victory for Brazilian Affiliates

Comments 1

Grace PatenaudeJune 14th, 2019 at 9:30 pm

That’s awesome!! Copycats need to pay respect we’re its due! Because of CrossFit and the fitness revolution that followed it, all these new small gyms are now popping up everywhere, globally.